quarta-feira, 25 de julho de 2012

INSEGURANÇA OU MEDO?



O dilema me faz encolher como se no ventre estivesse,
evocando a inocência!
Onde do mundo ainda nada se conhece,
da dor não se teve,

do medo não se sentiu,
da insegurança não se viveu...
Ignorância do Feto.
Sabedoria da alma,

introjetada no Espírito,
ainda livre sem estar liberto.
Almejando viver sem saber o que será ser..."

7 comentários:

  1. Insegurança e medo creio serem vertentes de um mesmo rio... O medo é gerado pela insegurança e na insegurança se instala o medo!
    Lindo poetar!
    Beijokas doces Sylvia

    ResponderExcluir
  2. A insegurança é uma falha na confiança; o medo, é o alerta para se tomarem cuidados apropriados ás situações que se nos deparam.
    Um Poema a sugerir aprofundamento deste tema, mas que já nos deixa o mote.
    Parabéns.

    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  3. O que tiver de ser será,,,sem medos,,,os caminhos estão ai e a vida é pra ser vivida....beijos de bom dia pra ti amiga...

    ResponderExcluir
  4. Um eterno mistério... a vida!

    Beijinho para si!

    ResponderExcluir
  5. Eu aprendi, que tudo o que precisamos, é de uma mão para segurar e um coração para nos entender.
    (Shakespeare)
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  6. Vimos juntas hoje este lindo texto minha amiga... Abraços fraternais, Miriam.

    ResponderExcluir