segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

SEGURA AÍIIIIIII


No corrimão instalado na vida
Duas mãos seguem apoiadas
Uma tentando equilibrar a outra.
A visão às vezes turva
A matéria balança
... O Ectoplasma se junta...
São pequenas partículas firmadas na alma,
Uma vez vista com os olhos de dentro formam a base.
Com foco no distante infinito fitam o sentido,
E acham caminho sob nova direção,
Entre ruas estreitas segue,
Na largueza se espraia,
Durante o dia mantem acesa a luz interior pra não desespero
Durante a noite o dia se faz inteiro.
Com isso os anjos , vendo aproximam-se
E acham aberta a porta,
E dizem: ??? E são ouvidos!
Novo dia se faz
Um elo entre corpo e alma,
Uma força
Um só caminho
Já dispensa o corrimão...
 
 
 
 
 

7 comentários:

  1. Boa noite, querida amiga Sylvia.

    Às vezes, os Anjos nos resgatam quando já estamos no meio da queda. Quase no chão!

    Eu estava com muita saudade, mas estive afastada por depressão. O ano de 2011 foi muito difícil pra mim.

    Que Deus a abençoe e guarde.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi, meu ultimo texto tem muito em comum com o "segura aí" abraços

    ResponderExcluir
  3. É, m/irmã...
    Definitivamente, é esse o gde sentido da vida:
    mãos que se unem em busca do equilíbrio.
    E ainda q faltem as mãos, os pés vão rasgando o chão.. É isso msmo!
    O legal é saber q os anjos não descansam.

    =)
    adorei!
    bjo

    ResponderExcluir
  4. Olá, boa tarde!

    Gostei do poema:
    rigoroso, bem escrito, com sumo!

    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
  5. Depois de um afastamento de quase uma semana
    estou tentando prosseguir com minhas visitas.
    Quando perdemos alguém da familia não importa as causas nem
    circunstâncias.
    Sabemos apenas que doi e doi muito.
    Mais estou voltando para te deixar meu carinho
    desejar um abençoado final de semana.
    Guarde sempre no coração que você é muito importate para mim
    em momento algum me esqueço de você .
    Que a muito tempo faz parte dos meus dias.
    Seu carrinho enche de esperança o meu viver.
    Beijos no coração com carinho e saudades ..Evanir..
    Um excelente feriadão.

    ResponderExcluir
  6. Sylvia,
    tuas palavras representam a força, a mais íntima e reveladora, que há em nós... teus escritos são achados e, por travessura boa, neles me perco, porque não quero sair daqui...

    um beijo
    uma saudade
    um poema sem palavras

    do menino
    teu

    fique com Jesus!

    ResponderExcluir
  7. Querida amiga

    Na complexidade
    do poema,
    o encontro me fez
    lembrar
    de vida e esperança.


    Que sempre existam
    sonhos a habitar teu coração.

    ResponderExcluir